Cães TOY , microtoy

Cães TOY , microtoy

Petescadas com múltiplos degraus (7), ideal para cães pequenos (toys, microtoys, etc.) Leia mais

Rampas, Rampas especiais

Rampas, Rampas especiais

Rampa, Petrampa em L Projeto desenvolvido de uma rampa PETrampa com medidas e condições especiais. Leia mais

Quarto de casal

Quarto de casal

Como obter a melhor opção para manter seu filhote no quarto do casal com conforto e sem destruir a harmonia do ambiente. Leia mais

Cadeirinha para megaesofago

Cadeirinha para megaesofago

Petescadas desenvolveu uma peça extremamente leve, confortável para a permanência do cão por períodos longos. Leia mais

Cama box casal, medidas

Cama box casal, medidas

Uma solução inovadora surge para atender necessidades de locais com limitações de espaço. Leia mais

cão e hérnia de disco

hérnia de disco


O que causa a lesão em um disco para se tornar uma hérnia ?


O que é um disco em um cão ?


A medula espinhal do cão funciona através de um canal de proteção dentro da coluna vertebral e é cercado por ossos de proteção em todos os lugares, exceto na junção das vértebras .
Nos cruzamentos eles são elásticos, como coxins os chamados discos intervertebrais .
Estes discos contribuem para um movimento suave e flexível, mantendo os ossos da coluna vertebral sem se tocar evitando que ao tocar-se fiquem danificados.


Como é que a hérnia de disco acontece em um cão?
Cada disco tem duas partes: o anel fibroso exterior ( grossa, casca dura ) e o núcleo polposo mole ( tipo uma pasta de dentes, como parte central).
A parte superior do disco é a parte mais fina, localizado logo abaixo da medula espinhal.
Doença degenerativa do disco é uma condição crônica que ocorre naturalmente em alguns cães. A parte dura exterior se degenera, permitindo que o material mole de núcleo escape através daquela parte mais fina superior, exercendo pressão sobre ou um " beliscar " sobre a medula espinhal .
Isso faz com que um disco tenha ruptura repentina a chamada de hérnia de disco.
Algumas raças têm uma maior taxa de hérnia de disco, incluindo o Dachshund, Poodle, Pequinês , Lhasa Apso , Pastor Alemão , Doberman e Cocker Spaniel
É mais comumente visto em cães de meia-idade (3-7 anos)


hérnia de disco em cães

A Hérnia ocorre por dois motivos, degeneração do disco (provavelmente genético) , ou extrusão por trauma. A degeneração genética pode deixar o disco enfraquecido facilitando o rompimento por trauma. E em outros casos o próprio trauma é o causador do rompimento seja pelo impacto ou pelo stress da repetição do impacto. (altíssima frequência em pulos e saltos de camas e sofás) 

Como uma hérnia de disco afeta a medula espinhal do cão ?

Quando os discos são degenerados e há rupturas, esmaga a medula espinal e os seus nervos, resultando numa perda de sinais para a mobilidade.
Isto pode causar dor ou paralisia parcial ou completa, ou ambos.
Rupturas do Disco ocorrem frequentemente no meio ou numa parte inferior das costas,  causando paralisia e dor severa.
Por vezes, a ruptura ocorre no pescoço, causando dor grave, sem paralisia.
Rupturas de discos no pescoço pode afetar as pernas traseiras primeiro e não as pernas dianteiras. Mas se o cão ficar paralisada em todas as quatro pernas, o disco com ruptura provavelmente deve ser no pescoço.

lesões na coluna em cães

Em que prazo isso acontece?
A degeneração ocorre lentamente .
Um disco com ruptura pode ocorrer lenta e gradualmente, ao longo de vários dias ou semanas. O cão afetado está com dor e não quer se mover, mas o proprietário não vai saber porquê.
Algumas rupturas de discos acontecem de repente, fazendo com que um cachorro andando normalmente pode tornar-se totalmente paralisado em menos de uma hora.

Como é que o meu veterinário pode diagnosticar hérnia de disco de um cão ?

Seu veterinário irá começar com um " diagnóstico presuntivo ", baseado na raça do cão, no histórico do pescoço ou dor nas costas, andar descoordenado ou paralisia, com ou sem história de trauma recente.
Seu veterinário pode também tirar raios -X "simples", mas se eles não mostram anormalidades, o veterinário pode realizar um mielograma. Isto envolve a injeção de um corante especial em torno da medula espinhal e, em seguida, tomar uma série de radiografias. ( Isso é feito enquanto o seu cão está sob anestesia . ) Com uma ruptura na coluna o corante indica uma pressão na medula espinhal .

Para um diagnóstico definitivo, o seu veterinário pode recomendar a tomografia computadorizada (TC) e ressonância magnética ( MRI) , porque a condição pode ser causada por outro problema, como um coágulo de sangue.

No entanto, há uma chance de 95% que é uma hérnia de disco, se o paciente é uma raça de alto risco e não há um início súbito de paralisia sem trauma grave.

tomografia em cães


E se o resultado mielograma é normal?
Isso significa que se o seu cão esta um pouco ou paralisado ​​significativamente e não há pressão sobre a medula espinhal, mais diagnósticos são necessários para investigar uma das seguintes condições:

Como exemplo algumas raças de cão tem doença degenerativa do disco é comum em cães pastor alemão o Choque espinhal. Isto é uma perda temporária da função da medula devido a traumatismo. Cães com choque medular podem se recuperar dentro de algumas horas a alguns dias, com danos permanentes ou uma recuperação completa. Veja que não houve rompimento e extrusão no disco.

Embolia fibrocartilaginoso. Isto acontece quando há uma pequena quantidade de material na rupturas de disco e começa a bloquear um vaso sanguíneo que conduz à medula espinal medula, resultando em paralisia. Infelizmente, esta condição só pode ser confirmado por biópsia de medula espinal após a morte.



A mielopatia degenerativa. Nesta condição, a medula espinhal está morrendo lentamente. Isso faz com que a paralisia progressiva ( no início, o cão arrasta as patas traseiras como ele anda, então progride para fraqueza nas pernas traseiras e eventual paralisia) . É conhecida como "Doença do cão pastor alemão" e não responde ao tratamento. A confirmação requer uma biópsia da medula espinhal no momento da morte.



Será que um diagnóstico de ruptura do disco sempre requer cirurgia?
Nem sempre. Seu veterinário irá recomendar o tratamento com base no estágio da doença.


  • Estágio I produz dor leve e geralmente é atua com auto-correção em poucos dias .
  • Estágio II provoca dor moderada a grave em área lombar ( parte inferior das costas ) ou do pescoço.
  • Doença em estágio III provoca paralisia parcial ( paresia ) e resulta em caminhar /passear do cão em movimentos surpreendentes ou descoordenados.
  • Estágio IV provoca paralisia, mas a capacidade de sentir está presente.
  • Doença em estágio V disco provoca paralisia e perda de sensibilidade .
hérnia de disco em cães

Estas etapas podem sobrepor-se, em certos cães, e com andamento ao longo de um período de horas a dias.

Seu veterinário provavelmente irá tratar estágios II e III com medicamentos e restrição de movimentos. Se um cão não responde ao tratamento, a cirurgia é a seguinte abordagem.


A cirurgia é altamente recomendado para cães com estágio IV e estágio V para remover a pressão da medula espinhal, quanto mais cedo, melhor. Idealmente, estes cães deve ser operado dentro das primeiras 24 horas após o início da paralisia.



Como é a recuperação para um cão com cirurgia na hérnia de disco?
Com uma cirurgia bem-sucedida, você pode esperar o retorno da função neurológica, capacidade de caminhar e alívio da dor dentro de alguns dias ou semanas. Se o seu cão teve paralisia antes da cirurgia, ele ou ela pode não sair andando quando dispensado do hospital.
Planeje para que o seu cão seja hospitalizado por vários dias enquanto ele ou ela recupera o controle da bexiga e do intestino .
A Recuperação e os resultados dependem quatro fatores:


  • Houve danos permanentes antes da cirurgia ?
  • Será que a cirurgia alivia a pressão rápido o suficiente ?
  • Fisioterapia pode ser realizada em casa?
  • Esta o cão motivado para se recuperar?
confinamento de cães

Parte do tratamento é manter seu animal sob absoluto confinamento o que não é uma tarefa fácil, pois seu animal não compreenderá a sua maldade, vai pedir para sair constantemente e certamente você não se sentirá confortável e ainda corre o serio risco de ceder aos apelos de seu cão e agravar mais ainda a situação do cão. Prevenir é sempre a melhor opção, impedir que as lesões ocorram vai diminuir consideravelmente a possibilidade de extrusão do disco. Seu cão vai mudar de ciclo na vida e com a idade os risco só aumentam.

tratamento de hérnia de disco em cães
Rampas são os modelos ideais para situações de coluna e
 evitar os pulos e saltos
de móveis (sofás e camas)

Para ajudar a motivar o seu animal de estimação para a recuperação, você deve visitar o seu cão após os primeiros dias de internação, mantendo-o motivado.
O seu veterinário irá dar-lhe instruções detalhadas sobre os procedimentos de recuperação .
A boa notícia é - o veterinário irá fazer todo o possível para ajudar o seu cão a se recuperar de uma hérnia de disco. Contate o seu veterinário imediatamente se você estiver preocupado com a mobilidade do seu cão.


                                                  hérnia de disco em cães
Prevenir é a melhor solução conheça os diversos modelos e tamanhos 

para o porte de seu cão e altura de sua cama ou sofá. 

                             petescadas@gmail.com
                                    41 32735788

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...